sábado, janeiro 15, 2011

Trigésimo sétimo noturno

Entre o

desejo

e o

aceito,

estes versos

são a cura

do tempo.

6 Comments:

At 8:08 PM, Blogger Renata Arcoverde said...

"(...) Estes versos são a cura do tempo". Profundo e a mais pura verdade. =]

 
At 10:50 PM, Anonymous Anônimo said...

É isso aí, Flavinha ...
Rosário

 
At 1:30 AM, Anonymous Fábio Rafael said...

A lembrança é forma sarcástica que a mente humana encontra para burlar a passagem do tempo. E lembrar-se de quem amou é a certeza é a ousadia profana de irmos contra as regras da vida, tendo em vista que os que amamos se fazem sempre vivos dentro do nosso tempo vivido. Lembro com carinho da imagem do meu pai...

 
At 10:17 PM, Blogger Amanda Borba said...

esvaziar. é isso o que vc vem fazendo de uma forma brilhante, eu diria.

 
At 7:47 AM, Blogger Danila said...

Lindoooooooooooooo

 
At 10:11 PM, Anonymous Valkiria Pereira said...

Aiai... Que lindooooo!!! Quando eu crescer, quero ser igual a você!!! TE ADOROOOOO!!! Saudadesss!!

 

Postar um comentário

<< Home