terça-feira, novembro 09, 2010

Vigésimo terceiro noturno

Estes versos escritos

com a letra de minha dor

é outro caminho

entre nós.


Guardarás

de novo

com cuidado?

5 Comments:

At 6:52 PM, Blogger Paola Maluceli said...

É uma maneira de entender o que você está sentindo. É importante passar por essa alaboração. Estou por aqui; a um toque de distância.
Beijos

 
At 8:19 PM, Anonymous Anônimo said...

Oi Flavinha,

sinto muito... não tenho palavras.

Espero que vc consiga aos poucos superar essa tristeza. Não é fácil, mas você é uma pessoa muito forte.

Se achar que eu posso fazer algo por você, conte comigo.

Um forte abraço,

Angélica

 
At 10:24 PM, Blogger Simone said...

Oi Flávia, sempre que estou chateada com as coisas da vida entro aqui para ler suas histórias, leio também Contardo Calligaris(Verdes Trigos), ambos me dizem coisas que confortam.
Em 1995 fui sua aluna, era a mais velha da turma(38 anos)aprendi muito com você.
Um abraço
Simone

 
At 12:15 PM, Anonymous PAULO FERNANDO said...

GUARDO NO CORAÇÃO SUA BELEZA INFINITA DE SABEDORIA E DE CONSTRUÇÃO DE UM HOJE MELHOR, QUE SE CONSTROI A CADA SEGUNDO.
USE SEU CORAÇÃO, QUE DARÁ CERTO....
É UM PAZER TE AMAR.

 
At 9:35 PM, Anonymous Anônimo said...

Pimpa!!
Amo ler tudo o que você escreve.
Lembro-me de um texto seu , não me recordo o nome exato, penso que seja Tarântula. Gostaria muito de ter a oportunidade de ler novamente.
Um beijo querida.
Valéria Pereira

 

Postar um comentário

<< Home