domingo, dezembro 19, 2021

ENTERRO

As redes 

carregam

palavras quase mortas.

 

Ainda se debatem.

Mas já não dizem.

sábado, novembro 20, 2021

ENTRETANTO

A agonia

das respostas

tropeça e aborta.

quarta-feira, outubro 20, 2021

QUASE

Esfolada

de cavar

decifração,

a palavra

é um fio

refém da repetição. 

segunda-feira, setembro 20, 2021

MUDEZ

                                                                             "Estou sempre fazendo o que não posso,  para aprender como fazer." (Van Gogh) 

Este tempo

desafia

a palavra. 


O passado 

é inútil;

a linguagem

onipresente

não é um socorro;

o futuro pergunta

se há quem

escute...

 

Encalhada

nesse paradoxo,

a palavra

grita e cava.


sexta-feira, agosto 20, 2021

CIDADE PARTIDA

Pátria

é um lugar

muito longe;

pertenço

a esta cidade

ainda que ela

fale

duas línguas.

 

O alfabeto

da água

é um consolo

surdo de poucos.

 

O da pedra,

um grito

mudo de muitos.

 

A solução

dessa babel

é o aprendizado

da escuta. 

terça-feira, julho 20, 2021

MINHA CIDADE – para Alda Cabral

Recife flutua

suspenso

na linha equívoca

da água. 

 

Agora, dono

de nova suspensão,

foi interrompido

por esperas

cheias de cautelas. 

 

Seus viadutos

espelham sua face:

morto concreto levantado

com seus porões

de desabrigo e abandono,

lar dos que 

a pressa dos carros não vê. 

O trânsito

foi anulado:

nenhum transeunte

de um desamparo a outro;

nas pontes

nenhuma ligação.

 

Recife foi redesenhado

pelo vazio,

e as sirenes

falam a língua

dessa nova aflição. 

 

A solidão

própria de toda cidade

se redobra,

e os rios

choram a prisão 

de suas margens.

 

Suspensa

a anestesia da pressa,

a ferida da injustiça

arde sem remédio. 

 

Recife encontrará

de novo seu tempo

que flui

entre praças 

e ruas desertas:

sabe que 

o presente e o futuro,

um pelo outro é cerzido.

 

Voltado às auroras,

entenderá

que se nasce

para recomeçar

a cura do talho. 

domingo, junho 20, 2021

CONCEITO

Sua tarefa

parece ser 

dos sentidos.

 

Mas, feito a luz

pelo vidro,

o desejo passa

pela esperança.